Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
ÓRTESES E PRÓTESES
ÓRTESES E PRÓTESES

Na Podologia fazemos o uso de vários tipos de órteses para correção da lâmina ungueal com curvatura acentuada ou encravada. A aplicação da órtese é indolor e proporciona excelentes resultados, fazendo com que a lâmina deformada, volte a ter um formato normal.

Indicações: O mecanismo pode ser de três tipos:

ATIVO - Quando a curvatura do arco da órtese produz uma força de ação contrária e maior que a curvatura da unha, determinando uma correção total.

Obs: Deve-se observar a lâmina com onicomicose. Dependendo do caso, não suportariam uma força de tração ativa e até se deslocariam do leito ungueal.

PASSIVO - Quando o arco da curvatura da órtese é igual ao da curvatura da unha, determinando uma correção parcial

CONSERVAÇÃO ou PASSIVA - Geralmente aplicada em casos que já se conseguiu a correção desejada e aplica-se a órtese de conservação por um tempo determinado, a fim de se evitar recidiva.

Podemos usar vários tipos de órteses. São elas:

Fibra de Memória Molecular - FMM

A colocação da Órtese de Fibra de Memória Molecular – FMM pode ser considerada uma técnica simples, mas com excelentes resultados. Para sua aplicação, é preciso levar em conta que sendo material que contém força de tração, pode ocorrer uma onicólise (descolamento da unha) ou hematoma. Para definir qual o melhor tipo (fraca, média e forte) a ser utilizada, é preciso analisar a curvatura e espessura da unha.

É de fácil adaptação, podendo o paciente fazer o uso do calçado diariamente, sem dor.
A FMM tende a conservar sua estrutura inicial, acabando assim, levantando os cantos da unha. Há vários formatos de Fibra de Memória Molecular – FMM.
Na colocação procede:

  • Escolher o tipo de FMM, sua força de tração (forte, média ou fraca) e o tamanho ideal.
  • Mede-se na lâmina ungueal que será aplicada, ela não deve ultrapassar a lâmina.
            

Podemos usar os seguintes instrumentos ao aplicarmos a órtese:

Paquímetro: tirar a medida da lâmina.

Transferidor: mede o ângulo da curvatura da lâmina.

Tensiômetro: mede a força de tração em graus.

É importante tirar a medida todas vezes que aplicarmos a órtese, assim estaremos acompanhando a correção da unha.

Onicoórtese Metálica

Aparelho metálico com mola para tração, para corrigir o formato da unha. 

É indicada quando:

  • Correção parcial ou total da unha.
  • Desaparecimento da pressão da unha nos sulcos laterais.
  • Modificação da curvatura da unha.
  • Casos crônicos de unha encravada (onicocriptose) onde há deformidade da unha.
  • Há curvatura acentuada da lâmina ungueal, pressionando os sulcos laterais.

Obs: Este tipo de órtese não deve ser aplicada em diabéticos ou em quem tenha comprometimento neurovascular nos membros inferiores.

Devemos orientar os pacientes quanto:

 a) não usar calçado de bico fino e salto alto.

b) retornar após 10 dias da primeira aplicação do aparelho, para ajustes e avaliação.

c) 2° retorno, após 20 dias, a fim de efetuar terapia completa dos pés e manutenção do aparelho;

d) os posteriores retornos devem ser marcados a cada 30 dias, para manutenção do aparelho, até que se de por terminado;

e) se o aparelho cair ou incomodar (provocando dor), o retorno deve ser imediato;

f) se paciente pratica esporte, deve haver uma proteção (bandagem).

Órtese e Prótese de Resina Acrílica

A resina acrílica é usada na Podologia para reparos e complemento na falta de lâmina ungueal, para correção (corte inadequado), aliviar as pressões laterais que os artelhos e os calçados exercem sobre a lâmina, atrofias definitivas, traumatismo e tratamento de onicomicose. As unhas são sedes freqüentes de infecções por fungos. O ambiente úmido e quente dos calçados fechados, favorece a infecção que causa o espessamento e a mudança de cor das unhas, tornando-as quebradiças e com o aspecto doentio.

Órtese e prótese de resina acrílica é uma mistura de resina acrílica, monômero e polímero, juntando os dois torna copolimerizável, cujas propriedades físicas e mecânicas o tornam um material ideal para uso de proteção e correção sobre a unha (órtese) ou unha artificial (prótese).

Além de suas excelentes propriedades de adesão e dureza, o acrílico é apresentado numa tonalidade incolor e rósea.

Observação: Não aplique órteses de resina sobre áreas com ferimentos.

Onicoórtese Elástica

É indicado para tratamento após a fase inicial da órtese metálica.

Cola - se botões nas laterais da lâmina ungueal onde se quer tracionar. Em seguida prende - se no botão de forma que o elástico estique moderadamente.

Órteses de Silicone ou Ortoplastia

O silicone de uso podológico é uma tecnologia importada, utilizada a vários anos em países da Europa e USA. Chegou ao Brasil em 1991. Existem várias vantagens que o mesmo oferece, comparado a outros materiais. Vejamos algumas delas:

  1. material higiênico;
  2. produto químico antialérgico;
  3. de fácil assepsia através de lavagem com água ou álcool;
  4. de fácil confecção para o profissional e de grande comodidade para o paciente. Em poucos minutos pode-se moldar uma órtese corretiva e paliativa, que em alguns casos permite ao paciente já sair do gabinete usando-a, aliviando-o de dor;
  5. proteção e correção de deformidades tais como:
  • dedos em forma de martelo, de garra e subluxados - mantém os dedos em posição correta
  • calos interdigitais - apesar de sua resistência tem maleabilidade, elasticidade, adaptabilidade e estrutura suficiente para evitar calos nos espaços interdigitais.

É ótimo protetor: esporão, tendão de Aquiles, exostose dorsal, etc.

Obs: A órtese de silicone, dependendo da quantidade de catalisador utilizada, pode ser moldada com consistência dura ou mole, conforme a necessidade.

 Dificuldades podem ocorrer na colocação das órtese. São algumas delas:

  • Descolamento: É só retirar e colocar novamente. Fazer o lixamento da lâmina para tirar o resíduo da cola.
  • Edemas: Se surgir edemas, fazer um furo com a broca para drenar. Não é necessário retirar o brackt.
  • Quebra de lâmina: Diminuir a pressão ou aguardar 06 meses para recolocar. A lâmina demora 06 meses para crescer.

OBS: Lâminas com onicomicose deve ser feito a troca de 20 em 20 dias.

Orientações aos pacientes

  1. Comunicar o paciente que a correção não é definitiva;
  2. A estabilidade da lâmina ungueal depende da mudança de hábitos do paciente;
  3. Em alguns casos são necessários manutenções periódicas;
  4. A mudança de calçado é obrigatória;
  5. O corte incorreto deve ser evitado.


Avenida Artur Bernardes, 596 - Santa Quitéria - Anexa a Academia X-TREME - Curitiba/PR
Fone: (41) 3114-8628